26/05/2012

Ministério Público trata da poluição sonora em Palmares
Caso os termos do TAC não sejam cumpridos, os equipamentos que estiverem provocando poluição sonora serão apreendidos pelas polícias Militar e Civil ou demais órgãos
Compartilhe esta notícia:

Para combater a poluição sonora nas ruas de Palmares (Zona da Mata Sul), 16 proprietários de carros de som firmaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) se comprometendo a seguir as medidas corretivas propostas no documento. O promotor de Justiça responsável pela iniciativa, Eduardo Leal dos Santos, considerou as reclamações feitas por moradores na Promotoria e nas polícias Militar e Civil locais para propor o termo, que é mais uma ação da campanha “Som Sim, Barulho Não”, promovida pelo MPPE.

O TAC determina que no momento da veiculação da publicidade, cada proprietário deve disponibilizar um número de telefone para possíveis reclamações da população e destacar a informação no veículo com a palavra “Reclamações”. Além disso, ficou decidido que esses automóveis só devem trafegar das 9h às 12h e das 14h às 17h, de segunda à sexta, e das 8h às 12h aos sábados. A exceção vale para situações de emergência como alertas da defesa civil e para passar informações que interessem a sociedade, através de campanhas promovidas pelo Poder Público.

Foram ressaltados os limites legais para emissão de sons e ruídos, estabelecidos por Lei Estadual, em função da área e do horário. De acordo com a Lei, nos ambientes residenciais não podem ultrapassar 60 decibéis (dbA), nos industriais, 65 dbA, e os demais ambientes, 70 dbA. As medidas propostas no TAC também são destinadas à publicidade do período eleitoral e pré-eleitoral.

O promotor ainda considerou os casos dos estabelecimentos comerciais que utilizam equipamentos de som como meio de publicidade: elas não devem emitir sons em uma intensidade que a não incomodar os ocupantes de imóveis nos arredores. Além disso, nenhum aparelho sonoro pode ser usado nas proximidades de escolas, hospitais, posto de saúde e órgãos públicos.

Caso os termos do TAC não sejam cumpridos, os equipamentos que estiverem provocando poluição sonora serão apreendidos pelas polícias Militar e Civil ou demais órgãos públicos com poder de polícia e fiscalização. Já os proprietários dos estabelecimentos que descumprirem as orientações terão seus comércios interditados, podendo ainda perder a autorização de funcionamento e receber multas de R$ 1 mil. O valor arrecadado será revertido ao Fundo Estadual de Meio Ambiente.




Fonte: MPPE

Nenhum comentário! Faça o primeiro

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do GIRO PE. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Serão deletados comentários com PALAVRÕES, NOMES DE TERCEIROS, DENÚNCIAS OU QUE INCITEM A VIOLÊNCIA. O GIRO PE poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Parque 18 de Maio
Mulher assassinada em Caruaru
Assista
Segundo o Deputado federal bolsonaro, Preso tem que se *&%$#@* e acabou
Palmares
Polícia apreende 142 pedras de crack no Bairro Santo Onofre
Protestos
Professores de Santa Maria da Boa Vista interditam BR-428
Dentro do Banco
Vigilante da agência do Banco do Brasil de Bom Jardim comete suicídio
Oportunidade
Fornecedores da Fiat abrem 1.350 vagas - Confira as vagas já abertas
Arcoverde
Inscrições do concurso público de Arcoverde estão abertas até o dia 24 de abril
600 vagas
Concurso Polícia Federal - A remuneração inicial é de R$ 7.887,33.
Disponível
Vagas de estágio para várias áreas em Garanhuns
Oportunidades
Três concursos abertos no Estado nesta quarta
GIRO PE - Seu Melhor lugar na Web
Copyright 2006 - 2014.
Todos os direitos reservados.